Alessandro Molon | Deputado federal pelo Rio de Janeiro | Molon vai tentar antecipar cassação de Cunha
27297
post-template-default,single,single-post,postid-27297,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-6.0,wpb-js-composer js-comp-ver-4.3.4,vc_responsive

Molon vai tentar antecipar cassação de Cunha

11 agosto, 2016 Molon vai tentar antecipar cassação de Cunha

Após criticar a data escolhida pela presidência da Câmara para votar o processo, movido pela Rede e Psol, pedindo a cassação do deputado Eduardo Cunha, Molon anunciou, nesta quinta-feira (11), que irá apresentar um requerimento para tentar antecipar esta votação.

Na avaliação de Molon, é um absurdo atrasar ainda mais este processo, que já se arrasta por 300 dias. “Isso leva à conclusão de que o Planalto e uma parte da Câmara têm medo de Cunha. É um misto de covardia e conivência. Parecem temer o que ele pode vir a delatar após a sua cassação”, criticou Molon.

Siga @alessandromolon no Twitter
Acompanhe pelo Facebook
Adicione Molon ao seu círculo no Google+

De acordo com Molon, a ideia é forçar cada deputado a se manifestar se quer ou não votar o processo contra Cunha no plenário. “O nosso objetivo é, na primeira sessão da Câmara convocada para votações, apresentar o requerimento para que a votação do processo aconteça no dia seguinte. A data anunciada por Maia, 12 de setembro, é inaceitável. É uma data que tem tudo para não dar certo, seja pela proximidade das eleições ou por ser uma segunda-feira. Parece que a Câmara não quer cassar Eduardo Cunha”, criticou.

 

O deputado federal Alessandro Molon (Rede) protocolou primeiro pedido de impeachment contra o presidente Michel
Molon entrou, no dia 2 de maio, com uma representação no Ministério Público Federal para
Com o tema Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida, a Conferência Nacional dos